Torneio Feminino de Computação: Larissa Midori é ouro em Programação Jr


Larissa, Sara, Yasmin, Julia, Maria Eduarda, Giovanna, Mai Hanna, Andrea, Clarissa, Daniela, Letícia e Sofia são alunas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio do Colégio Objetivo e têm algo em comum: o interesse pela tecnologia, pela Ciência da Computação. Elas integram a equipe olímpica do Objetivo e foram destaque no Torneio Feminino de Computação (TFC), uma nova competição brasileira que incentiva a participação de meninas em olimpíadas de informática.

Catorze alunas foram premiadas com medalhas de ouro, prata e bronze e menção honrosa nas modalidades Programação Nível Júnior e Programação Nível 1. As alunas foram orientadas pelos professores Caniloi, Alessandro e João Roberto.

Larissa Midori Miamura, além da medalha de ouro, conquistou o primeiro lugar geral na Programação Nível Júnior. Ela é veterana em participações em olimpíadas de Astronomia, Matemática e Informática, e conta que seu interesse começou no 6º ano.

“Soa um pouco clichê, mas as olimpíadas científicas realmente mudaram a minha visão sobre o mundo e me estimularam a buscar conhecimento e experiências de uma forma que nunca imaginei que faria. Não esperava ficar em primeiro do meu nível, achei que não tinha ido bem. Estou feliz com o resultado. Fiquei satisfeita ao aplicar um conhecimento que adquiri me preparando para outras competições de informática,” comenta.

A aluna Sara Miyuka Abe, medalha de ouro e segundo melhor desempenho na modalidade, conta que uma de suas grandes motivações em participar de olimpíadas científicas é aprender matérias novas e diferentes e conhecer pessoas da mesma idade e com afinidades. “O resultado foi inesperado, surpreendente e me deixou muito feliz. O principal desafio foi conciliar estudos da escola, das olimpíadas e cursos complementares, e dedicar uma maior parte do meu tempo para os estudos.”

O torneio foi realizado on-line em 8 de novembro, por meio do sistema da Olimpíada Brasileira de Informática (OBI 2020), organizado pela Unicamp. A prova consistiu em quatro questões que exigiram conhecimentos de estruturas de dados e técnicas de programação. A solenidade de premiação foi realizada de forma remota durante o Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, no dia 20 de novembro.

Todas as premiadas foram convidadas para participar da fase 3 da OBI 2020, que será realizada no dia 28 de novembro. Essa será a última fase e, por ser nacional, será a mais desafiadora.
“O que me estimula a participar é a vontade de melhorar. A ‘primeira vitória’ — seja uma classificação para uma segunda fase, uma boa pontuação, uma menção honrosa ou uma medalha — fica fácil de se empolgar,” comenta Maria Eduarda Bertole Matos.

Aulas de programação no Objetivo

O Colégio Objetivo sempre incentivou, de forma democrática, a participação de todos os seus alunos em olimpíadas científicas. “Esse resultado vem ao encontro da proposta da disciplina de Informática, que é o ensino de programação. As alunas do Objetivo sempre tiveram destaque nessas olimpíadas e agora ter uma competição exclusiva para elas é uma oportunidade de valorizar ainda mais o trabalho, disseminar a ciência e estimular o aprendizado,” afirma o professor Caniloi, coordenador de Informática do Colégio Objetivo. 

As aulas de programação fizeram parte da preparação das alunas. “Mesmo com esse momento de pandemia, mantivemos nossas aulas de programação usando ferramentas e recursos on-line, com compiladores e editores, importantes para o sucesso das meninas.”

Caniloi também ressalta os inúmeros benefícios de se aprender a programar, independentemente da profissão ou da futura área de atuação do aluno. “A programação desenvolve a lógica, o raciocínio, a habilidade de resolver problemas. O momento atual exige conhecimento em tecnologias que fazem parte cada vez mais do dia a dia. Não basta ser apenas usuários de aplicativos e tecnologias, queremos criar uma geração de meninas e meninos capazes de criar conteúdo digital e tecnológico.”

Torneio Feminino de Computação – Classificação final

Programação Nível Júnior

Ouro
Larissa Midori Miamura
Sara Miyuka Abe

Prata
Yasmin Miyasato Honda

Bronze
Julia Vendramin Melegari Mostaco
Maria Eduarda Bertole Matos
Mai Hanna Moria Shinjo

Menções Honrosas
Andrea Isabel Cabrera Pinto
Clarissa Tiemi Suzuki Ferraz
Daniela Celes da Silva
Maria Eduarda da Silva Nascimento

Programação Nível 1

Prata
Giovanna Sayuri Iwamoto

Bronze
Letícia Lima Maturano Martins de Castro
Sara Kaori Niwa

Menções Honrosas
Sofia Ferreira Leopoldo