Profissões do Futuro é tema do Encontro Cultural do Colégio Objetivo


Você já ouviu falar nas chamadas profissões do futuro? Sabe quais serão tendência daqui a alguns anos? É fundamental conhecer as inovações que estão surgindo no mercado para saber qual caminho seguir e, assim, garantir o sucesso profissional.

Profissões do Futuro foi a temática estudada pelos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental no Encontro Cultural do Colégio Objetivo. Realizada em grupo, a atividade interdisciplinar reuniu informações, discussões e muita pesquisa, proporcionando momentos agradáveis e ricos em conteúdo.

Os alunos montaram estandes, cartazes e maquetes. O resultado dos trabalhos foi apresentado aos pais, familiares, amigos e professores no mês de novembro.

Conheça algumas profissões

O Curador de memórias pessoais ajuda a combater a perda de memória, mantendo o necessário e o agradável ao cérebro. Esse foi o tema apresentado por Lucas M. e seu grupo. “O profissional relembra o passado das pessoas com realidade física e virtual. A realidade física pode ser representada por meio de objetos antigos, fotos e maquetes. Já a realidade virtual é criada por meio de experiências com imagens realistas, sons e outras sensações que simulam a presença da pessoa em um tempo ou ambiente familiar.”

Exploração espacial é o conjunto de esforços do homem que visa a investigação do espaço e seus corpos celestes. Para ajudar neste processo, Rodrigo Coletto apresentou na mostra a profissão de construtor espacial. “Ele vai ser muito importante no futuro já que a exploração espacial está cada vez maior. Com o construtor espacial poderemos fazer bases em outros lugares para conseguir explorar melhor. Isso vai ajudar muito o desenvolvimento aqui na terra”, explica.

Biotecnologia é a área de estudo e desenvolvimento de seres modificados em laboratório com o intuito de promover o aprimoramento de técnicas em vários setores da sociedade, entre elas a alimentação. O grupo dos alunos João Carlos, Matheus Daens, Murilo Costa Sant´Ana e Pedro Manuel Gomes apresentou essas técnicas para os presentes. “De acordo com a ONU até 2050 serão nove bilhões de pessoas no mundo. Com isso, a demanda por alimento vai ser maior. O biotecnólogo vai ser uma profissão muito importante porque ajudará a atender essa demanda”, comenta Pedro.

Ana Beatriz Vetorazzi, Maria Eduarda Rocha, Jaqueline Mendes e Julia Capelli falaram sobre a importância da engenharia com foco na agricultura. “Com o crescimento rápido das plantas é mais fácil oferecer uma quantidade maior de alimento para a população, diminuindo a fome no mundo; além disso, teremos uma produção maior de oxigênio beneficiando, assim, a qualidade de vida das pessoas e a qualidade do ar”, afirma Beatriz.

Vídeos Relacionados